O corpo humano é uma máquina extremamente sofisticada, e mantê-la funcionando perfeitamente requer um cuidado constante e regular. Por esse motivo, os exames de rotina – ou, como são conhecidos, check-ups – fazem parte de uma prática altamente recomendada por médicos de todas as especialidades.

Quando fazemos um check-up, a quantidade de exames solicitados pode ser considerável, causando confusão em alguns pacientes. Neste artigo, nossa proposta é falar sobre alguns dos exames mais populares durante um check-up e para que eles servem.

O que é um check-up e por que eles são importantes?

Check-ups nada mais são do que exames de rotina que devem acontecer com determinada regularidade. Seu principal objetivo é servir como uma maneira eficiente de prevenir e controlar o avanço de doenças.

Um exame de rotina consiste em uma série de procedimentos de origem clínica e laboratorial que têm o intuito de auxiliar o médico a determinar o estado de saúde de cada paciente. Um bom check-up tem como intuito oferecer uma visão holística e aprofundada de diversas variáveis de saúde.

Qual a frequência ideal para exames de rotina? 

A frequência com que exames de rotina devem ser realizados varia de acordo com uma série de fatores, sendo os principais a idade e o histórico familiar e pessoal do paciente. Adultos saudáveis, sem histórico de doenças crônicas na família, por exemplo, podem realizar exames de rotina a cada dois anos.

Pessoas com fatores de risco, por outro lado, como aqueles que sofrem em decorrência de algum efeito da obesidade, os fumantes e aqueles que não praticam atividades físicas, devem realizar check-ups uma vez por ano.

Enquanto isso, pacientes com histórico de doenças crônicas, congênitas ou adquiridas, devem visitar o consultório médico para uma avaliação geral a cada seis meses. Esse é o caso de pacientes hipertensos, diabéticos ou daqueles que têm câncer.

Quais os exames mais comuns durante um check-up?

Entenda agora quais são os principais exames solicitados durante um check-up.

Colesterol: Esse exame mede tanto o índice de colesterol bom (HDL) quanto o de colesterol considerado ruim (LDL).

Hemograma: Esse é um exame de sangue que tem como objetivo analisar a concentração de elementos no sangue, como as plaquetas, hemácias e leucócitos.

Glicemia: Normalmente realizado em jejum, esse exame tem o objetivo de averiguar a quantidade de glicose no sangue.

Exames de fezes e urina: Esse tipo de avaliação permite uma análise mais profunda dos sistemas de excreção do corpo, fornecendo informações muito importantes sobre a fisiologia do paciente, assim como a verificação da presença de parasitas e o funcionamento dos rins.

Teste ergométrico: Esse é um exame especialmente útil na averiguação da capacidade cardiovascular do paciente, podendo ser realizado em uma esteira ou bicicleta.

Mamografia: Indicado principalmente para mulheres acima dos 40. Também aconselhável para mulheres mais jovens em casos nos quais a paciente tenha histórico familiar de câncer de mama.

Exame de próstata: Para homens acima dos 45 anos, o exame de próstata deve ser um cuidado anual.

Como realizar exames regulares sem um plano de saúde? 

Exames de rotina são importantes, sobretudo em decorrência da sua regularidade. Mas, se você não tem um plano de saúde, essa conta pode sair muito mais cara do que o esperado. Quer saber como conseguir descontos em procedimentos médicos? Com o Clude, é claro!

O Clude é uma plataforma de prevenção e saúde que usa a tecnologia para proporcionar um atendimento médico rápido e de qualidade, sendo a real alternativa para quem não tem plano de saúde.

Nossos assinantes têm acesso a consultas a preços populares e descontos em mais de 26.000 farmácias. Acesse nosso site e conheça as alternativas para fazer um exame sem depender da fila de espera do SUS.