Saiba como colocar o DIU, o que é preciso, quem pode usar esse contraceptivo e como encontrar ginecologista com preço acessível para realização do procedimento.

O DIU tem sido cada vez mais utilizado por mulheres que buscam métodos contraceptivos eficientes, por isso elaboramos esta matéria para sanar as principais dúvidas sobre o assunto e trazer informações acerca da forma como o DIU é colocado. Acompanhe!

O que é DIU

DIU é a sigla para dispositivo intrauterino, sendo composto por uma estrutura de plástico em formato de “T”, que é acoplada ao útero para prevenir uma gravidez indesejada.

O procedimento de colocação do DIU é conduzido por um ginecologista. Junto ao “T”, há uma cordinha que desliza para fora do colo do útero. A paciente pode verificar se o DIU está no local correto ao sentir a posição dessa corda, servindo também para que o médico possa fazer a remoção após passar o tempo de utilização recomendável (que pode variar de 5 a 10 anos).

Quais são os tipos de DIU?

Há dois tipos de DIU. São eles:

  • DIU hormonal (ou Mirena): libera hormônio progesterona, que evita a ovulação ao mesmo tempo que causa o espessamento do colo uterino, dificultando ainda mais o desenvolvimento de uma possível gravidez;
  • DIU de cobre: é revestido por fios de cobre, material que tem efeito espermicida e, por isso, impede a fecundação de óvulos.

Quem pode usar o DIU?

Basicamente, o DIU pode ser colocado em qualquer mulher que se encontre em um momento da vida após a primeira menstruação e antes da menopausa – incluindo as que nunca engravidaram.

O DIU de cobre, por ser livre de hormônios, é o mais recomendável às pacientes que possuem doenças crônicas ou fazem uso de medicação contínua. Além disso, costuma ser a primeira opção para grupos que possuam histórico familiar de tromboembolismo venoso, a trombose.

Como o DIU é colocado?

O procedimento para colocação do DIU é simples e bastante rápido, levando de 15 a 30 minutos para terminar. Na maioria dos casos, a inserção do dispositivo é feita no próprio consultório do ginecologista. Acompanhe os detalhes:

Cuidados para a colocação do DIU

Antes do procedimento, é preciso realizar alguns exames para analisar as condições da paciente e ter a certeza de que está apta a receber o dispositivo. Exames de sangue assim como um ultrassom transvaginal podem ser requeridos pelo ginecologista.

O procedimento

Para que o procedimento ocorra da melhor forma possível, o ginecologista começa fazendo uma limpeza do colo do útero e aplicando um produto antisséptico para impedir uma possível infecção. Além disso, ele deverá se certificar de que o colo está adequado para receber o DIU.

Por meio do exame de histerometria, o médico mensura a profundidade do útero. Posterior a isso, ele utiliza o espéculo para abrir o canal vaginal e inserir um aplicador que comporta o DIU.

Por fim, o ginecologista aloja o dispositivo bem no fundo do útero e se certifica de que está bem encaixado.

Cuidados pós-colocação

Após a colocação do DIU, a paciente poderá sentir cólicas, que podem ser aliviadas com medicamentos analgésicos prescritos pelo próprio ginecologista. A mulher volta para casa logo após o procedimento, ou seja, não é necessário ficar em observação. 

Encontre ginecologista com preço acessível para colocar o DIU

Para saber como colocar o DIU, é preciso contar com apoio de um médico especialista, e nada melhor que encontrar um ginecologista com preço acessível por meio do Clude.

O Clude é um programa de saúde idealizado para ser uma alternativa aos planos regulares de saúde, oferecendo cobertura completa por um preço acessível, o que inclui descontos em consultas, exames, medicamentos e na realização de procedimentos, como a inserção do DIU.

Conheça o Clude pelo site e veja como adquirir seu cartão 360° para ter acompanhamento médico e colocar o DIU.