Você sabe o que é cirurgia eletiva, de urgência e de emergência? 

As cirurgias são divididas nestas três categorias: eletivas, urgentes e emergentes. Essa categorização é possível porque há diferenças substanciais entre cada uma delas.

Sendo assim, se você deseja saber mais sobre cada tipo de procedimento cirúrgico, exemplos e o que os diferencia, continue acompanhando este post e fique por dentro do assunto!

Saiba mais: Conheça as alternativas para fazer um exame sem depender da fila de espera do SUS

Cirurgia de emergência

Trata-se de um procedimento cirúrgico que deve ser realizado imediatamente. Nesse sentido, o prazo estabelecido para efetuar esse tipo de cirurgia é de até seis horas, tendo em vista que, caso a operação não seja feita dentro desse prazo, o paciente apresenta grande risco de contrair uma lesão permanente ou até mesmo vir a óbito.

Alguns exemplos de situações que requerem cirurgias de emergência são ferimentos por arma de fogo em região precordial, ou seja, na área do peito localizada a frente do coração, e traumatismo craniano, o qual pode causar hematoma subdural, isto é, acumulação de sangue entre o encéfalo e o crânio.

Cirurgia de urgência

Assim como a cirurgia de emergência, a de urgência também requer atendimento rápido. No entanto, ele pode ser realizado em um maior espaço de tempo, entre 6 e 24 horas, pois o problema de saúde que demanda a necessidade de intervenção cirúrgica não compromete nem a vida do paciente e nem pode causar danos irreversíveis ao seu organismo.

Assim sendo, a cirurgia de urgência serve para que um determinado problema de saúde que pode se agravar não se desenvolva a ponto de ocasionar mais sofrimento ao paciente e comprometer sua saúde.

Um exemplo de cirurgia de urgência é a apendicectomia, que se refere ao procedimento de retirada do apêndice inflamado, e brida intestinal.

Cirurgia eletiva

Por fim, a cirurgia eletiva corresponde ao procedimento cirúrgico que não requer assistência imediata, visto que sua postergação não coloca em risco a vida do paciente e não compromete sua saúde, podendo ser agendada em até um ano. 

Sendo assim, esse tipo de cirurgia é caracterizado por ser previamente planejado pelo paciente junto ao seu médico. 

Alguns exemplos de cirurgias eletivas são a mamoplastia, que se refere a cirurgia plástica de modificação do formato das mamas, e a gastrectomia, que se trata da cirurgia de remoção de parte do estômago.

Afinal, qual é a diferença entre elas?

Como você pôde perceber, o que diferencia cada tipo de cirurgia é a gravidade da situação e o prazo necessário para que seja realizado o procedimento cirúrgico, sendo os casos mais graves os que demandam uma maior agilidade no atendimento ao paciente.

Conheça o Clude!

O Clude é uma excelente alternativa para quem não tem plano de saúde, tendo em vista que, por meio dele, é possível evitar filas e planos de saúde com preços abusivos. A partir de R$ 39,90 por mês, você obtém um programa completo de saúde na palma de sua mão.

Com o Clude, você pode falar com um médico a qualquer hora, de qualquer lugar e quando precisar e, caso deseje realizar consultas diretamente com especialistas, é possível agendar um encontro virtual ou presencial com seu médico por a partir de R$ 35 a consulta.

Além disso, no Clude, você tem acesso a mais de 50 cirurgias com preços especiais a partir de R$ 1.500, os quais podem ser parcelados.

Portanto, se você não tem plano de saúde e deseja mais agilidade em serviços de saúde por preços mais acessíveis, conte com o Clude!

Leia também: Alternativa ao plano de saúde: o que é o Clude?