O ecocardiograma é realizado a fim de diagnosticar doenças relacionadas ao coração. Infelizmente diversos problemas cardíacos acometem os brasileiros, de modo que o acesso a esse tipo de exame é muito importante para a prevenção, diagnóstico e acompanhamento de tratamentos de diversas patologias. 

O que é?

O eletrocardiograma é um exame de ultrassonografia que consegue verificar imagens do coração do paciente por meio do som. O dispositivo utilizado é capaz de ouvir e interpretar ondas sonoras e transformar essa informação em imagens preto e branco, que o médico que recebe o exame é capaz de analisar. 

Para que serve?

Esse exame é utilizado para avaliar o coração em questões relacionadas às suas funções, anatomia ou estrutura. Ele também pode ser utilizado para verificar se o coração está se movimentando adequadamente e se a quantidade de sangue que ele consegue bombear em cada um de seus batimentos é a ideal.

Além disso, o exame consegue identificar as válvulas do coração que não estão funcionando direito, alargamento das paredes do órgão, problemas congênitos, derrame do pericárdio, rompimento da aorta, entre outros.

Para quem é indicado?

O eletrocardiograma é indicado pelo cardiologista a fim complementar os dados para um diagnóstico preciso sobre problemas no coração, principalmente quando o paciente tem:

  • Falta de ar;
  • Infarto;
  • Taquicardia;
  • Dores no peito.

Como é feito e quais são seus tipos?

O exame é feito em clínicas, consultórios e hospitais em equipamentos específicos. Para fazer o ecocardiograma é preciso estar sem jóias e sem relógio, normalmente utilizando uma roupa cirúrgica fornecida pela instituição que realiza o exame.

Os tipos de ecocardiograma são o transtorácico, sob estresse, ecocardiograma com Doppler, transesofágico e fetal. No transtorácico o paciente deita em uma maca e o médico passa o aparelho em seu peito com um gel. Já o sob estresse é feito enquanto o paciente realiza algum tipo de atividade física leve, moderada ou intensa.

O ecocardiograma com Doppler é utilizado para avaliar o fluxo de sangue, vasos e válvulas do coração; o transesofágico é feito com anestesia e com a ajuda de uma sonda oral que obtém imagens mais nítidas do órgão e, por fim, o fetal avalia o coração do bebê enquanto ele ainda está dentro do útero.

Os ecocardiogramas sob estresse, Doppler e transtorácico podem ser feitos por um técnico especializado. Já o transesofágico precisa ser feito por um cardiologista ou por um endoscopista. Caso seja preciso obter imagens mais nítidas do órgão, é necessário que seja feito um acesso intravenoso no paciente para utilizar o contraste.

Quais doenças ele detecta?

Pode-se detectar diversas doenças com o ecocardiograma, como insuficiência cardíaca, doenças relacionadas ao pericárdio, válvulas cardíacas e congênitas. Também é possível identificar tumores cardíacos, problemas nas cavidades ventriculares e atriais e coágulos no coração.

Resultados do exame

Os resultados do exame ajudam os cardiologistas a formarem o seu entendimento sobre o diagnóstico do paciente. Esses resultados podem ser “normais” ou “anormais”. Os “normais” identificam que as paredes e as válvulas do coração não têm qualquer tipo de problema e avaliam se a quantidade de sangue bombeada está adequada e se não há coágulos e nem tumores no órgão. Já os resultados “anormais” atestam justamente o contrário.

Veja como o Clude pode te ajudar com seu exame

O Clude é a alternativa ideal para quem precisa fazer um ecocardiograma e não tem plano de saúde. A plataforma proporciona acesso a consultas e exames a preços muito mais acessíveis e ainda conta com uma rede de farmácias credenciadas que oferecem até 60% de desconto em diversos medicamentos, para que você possa fazer um tratamento de saúde completo pagando preços que cabem no seu bolso.