A telemedicina consiste em toda prática médica que é realizada remotamente. Nesse sentido, a telemedicina cardiológica é uma modalidade de atendimento a distância feita entre paciente e cardiologista.

A possibilidade do paciente consultar um médico especialista em cardiologia dessa forma proporciona diversos benefícios. Por conta disso, a telemedicina vem crescendo bastante no país.

Se você deseja saber como funciona a telemedicina cardiológica e por que solicitar esse serviço, confira o post a seguir. Boa leitura!

Leia mais: Telemedicina cardiológica: quando marcar uma consulta online com cardiologista?

Como funciona a telemedicina cardiológica?

Para que seja possível conectar paciente e cardiologista durante um atendimento a distância, é necessário contar com dispositivos como telefones, celulares ou plataformas de atendimento digital.

Sendo assim, a telemedicina cardiológica pode ocorrer por meio de uma ligação, mas também a partir de um aplicativo que possibilita que médico e paciente realizem chamadas de vídeo. Além disso, por meio das plataformas digitais, é possível que o médico emita receitas de medicamentos, atestados médicos e solicitação de exames em formato digital.

O paciente também pode encaminhar laudos digitais com os resultados dos exames para o médico, ressaltando que caso se opte por realizar uma videochamada com o cardiologista, também é necessário ter acesso à internet.

Por que solicitar a telemedicina cardiológica?

Veja por que solicitar esse tipo de serviço é uma excelente alternativa e entenda mais sobre os benefícios da telemedicina cardiológica.

Atendimento ágil

Uma das principais vantagens em contar com a telemedicina cardiológica é a possibilidade de realizar consultas mais ágeis, uma vez que não é preciso se deslocar até o consultório e enfrentar o trânsito.

Desse modo, o paciente obtém um atendimento mais rápido, o que é uma vantagem para aqueles que necessitam se consultar com o cardiologista com certa regularidade, mas possuem uma rotina agitada e uma agenda apertada. 

Diminui a distância geográfica

Um dos principais motivos para contar com a telemedicina cardiológica é que ela possibilita a diminuição da distância geográfica entre o paciente e o médico. Uma parte da população brasileira vive em regiões que não dispõem de profissionais especializados em determinada área, sendo necessário recorrer a cidades próximas ou a capitais para se consultar com um especialista.

Essa barreira geográfica muitas vezes acaba comprometendo o tratamento ou monitoramento da saúde, visto que a pessoa pode não conseguir se consultar regularmente. Felizmente, com a telemedicina cardiológica, esse problema é sanado e quem vive em regiões mais remotas pode desfrutar da mesma variedade de especialidades médicas que uma capital e sem sair de casa.

Mais economia

Como não é necessário se deslocar até o consultório médico, não é preciso investir recursos em transporte, combustível ou passagem. Essa vantagem impacta diretamente a população que vive em regiões mais remotas e precisa desembolsar uma quantia maior para cobrir os custos de deslocamento. 

O fator financeiro também pode ser uma barreira ao cuidado com a saúde por parte do paciente, postergando diagnósticos e dificultando a realização de tratamento e acompanhamento médico regular. Contudo, isso é facilmente contornado a partir da telemedicina.

Facilidade no acesso

Pessoas idosas, acamadas ou com alguma limitação para locomoção também possuem mais dificuldade em acessar determinados serviços de saúde.

Nesse sentido, a telemedicina cardiológica contribui para que elas possam consultar o cardiologista com regularidade e muito mais facilidade, evitando transtornos. 

Conheça o blog do Clude

Gostou do artigo? Conheça o nosso blog! Lá você pode conferir outros posts sobre telemedicina cardiológica e se informar ainda mais sobre o assunto. 

Leia também: 4 motivos para se consultar com um cardiologista