Um medicamento de uso contínuo é tomado todos os dias e não tem uma data definida para cessar a sua administração. Ele é muito importante na realização de diversos tipos de tratamentos médicos – especialmente para os idosos. 

Mas para que seja administrado da maneira correta é muito importante que alguns cuidados sejam tomados. Isso evita enganos e faz com que os tratamentos funcionem de maneira mais eficaz e segura.

Veja neste post os principais cuidados que se deve ter na medicação de idosos. Acompanhe!

Cuidados com medicamentos de uso contínuo

Ter um cuidado especial com medicamentos nunca é demais (principalmente quando estamos falando de remédios consumidos pelos idosos, que normalmente acabam tendo que tomar mais de um remédio por dia). Saiba quais são os cuidados mais importantes com medicamentos de uso contínuo na terceira idade:

Orientação médica

Qualquer medicamento – em especial o de uso contínuo – deve ser tomado de acordo com orientação médica. Somente o médico pode diagnosticar doenças e indicar os remédios necessários para que os tratamentos sejam realizados. Então é essencial que os idosos ou seus cuidadores fiquem atentos a tudo o que o médico orientar, como tipo de medicamento prescrito, posologia e horários.

Exames rotineiros

É muito importante fazer exames rotineiros quando se está fazendo uso de algum medicamento de uso contínuo. Os idosos devem solicitar ao médico a requisição de exames de sangue e urina. Alguns medicamentos podem trazer reações adversas ou até causar algum tipo de problema nesses pacientes, de modo que os exames ajudam a verificar se o tratamento está indo bem e se não há alguma contraindicação em relação aos remédios administrados.

Receitas em dia

Manter as receitas em dia é uma boa forma de garantir que os medicamentos não faltem. Muitas vezes os idosos – e até mesmo as pessoas mais jovens – podem esquecer de marcar consultas médicas e renovar as receitas, encerrando o tratamento abruptamente. Para evitar que isso aconteça o ideal é marcar consultas com bastante antecedência.

Saiba mais: É necessário renovar a receita do medicamento de uso contínuo? 

Atenção aos horários

Alguns medicamentos são tomados uma vez por dia, de 12 em 12 horas ou com maior frequência diária e isso não é por acaso. Dependendo do remédio e da forma como ele é fabricado, o efeito no corpo dura apenas algumas horas. Dessa forma é importante ter um cuidado especial com os horários para evitar problemas no organismo durante o tratamento.

Atenção à dosagem

A dosagem do medicamento é aquela que o médico prescreve. Mesmo que os sintomas estejam menos ou mais fortes é de extrema importância que eles sejam tomados conforme a prescrição. Não é incomum que idosos acabem esquecendo que tomaram algum remédio e o tomem mais de uma vez ao dia. Normalmente isso não traz danos, mas às vezes uma dosagem muito elevada pode ocasionar problemas sérios à saúde.

Descontos para medicamentos de uso contínuo

Para não correr o risco de ficar sem os remédios, tanto idosos quanto pessoas de qualquer faixa etária podem conseguir excelentes descontos em medicamentos. Isso pode ser feito por meio de programas de saúde como o Clude, que conta com uma rede com mais de 26 mil farmácias credenciadas que oferecem descontos de até 60% em diversos tipos de medicamentos.

Considerações finais

Se você deseja saber como conseguir desconto em medicamento de uso contínuo, conte com o Clude: a alternativa ideal para quem não tem plano de saúde. Com ele você pode obter descontos no seu medicamento de uso contínuo e ter acesso facilitado a atendimento médico constante a partir de consultas presenciais ou à distância – além de usufruir de programas preventivos de saúde e qualidade de vida. 

Veja ainda: O que você precisa saber antes de comprar remédios de uso contínuo