A neurocirurgia refere-se à especialidade médica responsável por diagnosticar e tratar problemas que interfiram no funcionamento adequado do sistema nervoso central e periférico, incluindo o encéfalo (cérebro, cerebelo, tronco encefálico), a medula espinhal, os nervos, os gânglios e as terminações nervosas.

A cirurgia neurológica é realizada pelo médico especializado em neurocirurgia, e não pelo neurologista, o qual também é graduado em medicina, mas é especializado em neurologia. 

A diferença entre esses dois profissionais é que o primeiro trata doenças neurológicas que necessitam de cirurgia ou possuem alto potencial para isso, enquanto o segundo trata de doenças neurológicas que, a princípio, precisam apenas de tratamento clínico, como administração de medicamentos.

Em determinados casos, pode ocorrer que um paciente diagnosticado com uma doença neurológica e previamente tratado pelo neurologista seja encaminhado ao neurocirurgião, tendo em vista que ele estará mais apto para avaliar a real necessidade de intervenção cirúrgica.

Por que consultar o neurocirurgião?

O sistema nervoso é responsável por captar estímulos, decodificá-los e nos fazer agir voluntariamente ou automaticamente. Por exemplo, quando a temperatura ambiente cai, você sente frio e conclui voluntariamente que deve se agasalhar ou, quando você está realizando uma refeição, seu corpo automaticamente inicia os movimentos peristálticos para auxiliar na deglutição. 

Nesse sentido, o sistema nervoso é de suma importância para que tomemos decisões cotidianas e para que todo o nosso organismo funcione sem interrupções. Tamanha é sua importância para a nossa vida que uma pessoa apenas é considerada legalmente morta quando o sistema nervoso para de funcionar, pois sem ele nenhum outro órgão permanecerá vivo. 

Portanto, é importante consultar o neurocirurgião para que se preserve a qualidade de vida, a autonomia, a saúde e a expectativa de vida.

Quais são os principais problemas neurocirúrgicos?

  • Doenças na coluna: comumente, as doenças que atingem a coluna são tratadas pelo ortopedista, no entanto, caso haja indícios de compressão nervosa, o paciente é encaminhado para um neurologista ou neurocirurgião.
  • Tumores cerebrais: em determinados casos, para que o paciente se recupere do tumor, ele deve ser removido parcialmente ou completamente pelo neurocirurgião.
  • Hidrocefalia: essa doença é caracterizada pelo acúmulo de líquido no cérebro, o que causa o aumento da pressão cerebral. Para tratá-la ou controlá-la, o neurocirurgião drena todo o líquido do cérebro até aliviar a pressão.
  • Traumatismo crânioencefálico: em casos moderados a graves, é recomendada a neurocirurgia, a fim de reduzir o sangramento e aliviar a pressão no cérebro.

Quando consultar o neurocirurgião?

As doenças que acometem o sistema nervosa podem causar os seguintes sintomas:

  • cefaleia;
  • sonolência;
  • visão turva;
  • convulsões;
  • perda de apetite;
  • dores na coluna;
  • náuseas e vômitos;
  • problemas locomotores, no equilíbrio e/ou na fala;
  • sensação de dormência em determinada parte do corpo.

Em casos de tumor cerebral localizado na região frontal da cabeça, pode ocorrer até mesmo sintomas como alterações de personalidade, comportamento e forma de pensar.

Vale destacar, ainda, que, caso você sofra um acidente e lesione a cabeça, é fundamental que o neurocirurgião o avalie.

Como é a consulta com o neurocirurgião?

Caso seja sua primeira consulta, o neurocirurgião irá preencher a ficha anamnese com algumas informações, como sintomas, histórico familiar de doenças, medicamentos ministrados atualmente, dentre outros dados que julgar conveniente.

Logo após, pode ser solicitado a você que o acompanhe para realizar uma avaliação dos seus reflexos, equilíbrio, força e sinais vitais.

Se necessário, o neurocirurgião solicitará exames complementares, como ressonância magnética, tomografia computadorizada, eletroencefalograma e polissonografia, também conhecida como exame do sono.

Após a avaliação dos exames, o neurologista será capaz de definir se o tratamento indicado deve ser medicamentoso ou cirúrgico. Caso se trate do segundo caso, ele mesmo fará a cirurgia.

Como conseguir desconto em neurocirurgia?

O Clude é a melhor alternativa para quem não tem plano de saúde e precisa consultar um especialista ou realizar uma cirurgia, pois oferece descontos em cirurgias e consultas realizadas na rede credenciada de clínicas, consultórios e hospitais. 

Portanto, se você está precisando de desconto em neurocirurgia ou consulta, conte com o Clude!