As visitas à farmácia já são parte da rotina de muitos brasileiros, afinal, o tratamento de diversas doenças, crônicas ou não, depende do uso de remédios.

O brasileiro tem o hábito de se automedicar, mas, mesmo com a receita correta em mãos, pode ser que ocorram erros no momento da compra e, consequentemente, a perda de eficiência no tratamento.

A maioria desses equívocos é facilmente evitável, e é sobre isso que queremos falar neste artigo. Além de explicar quais as melhores práticas na hora de adquirir seus remédios, também falaremos sobre como conseguir descontos durante a compra.

Quais cuidados devo ter na hora de comprar um remédio?

Boa parte do sucesso de diversos tratamentos depende da qualidade dos remédios utilizados, por isso, saber a procedência desses itens é mais do que importante, é vital.

A seguir, você confere dicas sobre como garantir a qualidade de um remédio no momento da compra. Acompanhe!

Não compre medicamentos sem orientação médica

A automedicação é contraindicada em todos os casos e a maioria das pessoas já sabe disso. É importante, no entanto, que essa informação seja frisada sempre que possível.

As interações medicamentosas são imprevisíveis e perigosas quando o paciente toma remédios sem a orientação médica, sobretudo se o medicamento em questão nunca foi utilizado antes.

O médico será capaz de identificar a quantidade a ser administrada, a melhor via de administração e também se o item pode ser substituído por um genérico.

Aliás, aproveitando o assunto, você sabe qual a diferença entre o medicamento de marca, genérico, referência e similar? Contamos nessa publicação em nosso blog. 

Cheque se o medicamento foi aprovado pela Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é o órgão responsável por regulamentar a comercialização de remédios em território brasileiro. 

Para ser aprovado pela Anvisa, o remédio precisa comprovar sua eficácia e segurança, trazendo mais tranquilidade para consumidores. Do contrário, não há como assegurar que um remédio ajudará no tratamento ou, ainda pior, causará efeitos colaterais que prejudicarão o estado geral de saúde do paciente.

Para checar essa informação, basta dirigir-se ao site da Anvisa, visitar a página de Consulta a Produtos Regularizados e fazer uma busca digitando o nome do produto.

A aprovação da Anvisa é especialmente importante em medicamentos de tarja preta e vermelha, que têm sua distribuição controlada. Quer saber quais são as principais diferenças entre as tarjas dos medicamentos? Leia esse artigo que preparamos.

Atenção à embalagem do remédio

As embalagens de remédios devem conter o nome do produto, o nome de seu laboratório, informações sobre os comprimidos, ampolas ou líquido e também a quantidade que cada embalagem contém.

Informações como o número de registro, lote e a data de validade devem também constar na embalagem. O selo e o lacre do produto devem estar intactos, assegurando que o medicamento não foi adulterado. 

Caso você suspeite que a embalagem do remédio tenha sido violada ou não encontre alguma informação importante sobre o remédio, consulte o farmacêutico de plantão na farmácia. 

Onde encontrar remédios de qualidade com desconto?

Se você procura por descontos na hora de comprar seus remédios, vai gostar de saber que assinantes do Clude têm acesso a descontos de 60% em mais de 26.000 farmácias em todo o Brasil, incluindo a rede Farmácia Desconto Fácil.

Para conseguir o desconto, basta apresentar o cartão virtual na hora de comprar medicamentos. 

Além disso, o Clude também oferece consultas e teleconsultas a preços populares para que você sempre possa garantir o preenchimento de suas receitas. Visite nosso site e saiba como podemos ajudar você e sua família no processo de compra de medicamentos e na construção de uma vida mais saudável!