O primeiro trimestre de gravidez é um momento que pode ser bastante turbulento para os pais – principalmente para aqueles que estão experimentando tudo pela primeira vez. Nessa fase, são muitos exames, visitas ao médico e, claro, dúvidas. 

Os ultrassons são os exames que permitem visualizar o desenvolvimento do bebê no interior do útero, sendo a maneira mais segura e recomendada para a realização do acompanhamento pré-natal. 

O ultrassom morfológico é uma variação do ultrassom convencional, sendo especialmente útil para a detecção de malformações de todos os tipos. A seguir, entenda melhor as especificidades do exame. 

O que é ultrassom morfológico? 

Também conhecido como ultrassonografia morfológica, ou USG morfológico, esse é um exame usualmente feito no segundo trimestre da gravidez, entre as semanas 20 e 24. 

Ele consiste na avaliação de todas as estruturas corporais do bebê – como a coluna vertebral, circunferência da cabeça, observação da genitália, entre outros. Além disso, o exame é capaz de analisar o líquido amniótico, o cordão umbilical, a placenta e o fluxo sanguíneo tanto da mãe quanto do bebê. 

O ultrassom morfológico evidencia os órgãos internos da criança, como o estômago, pulmão e o coração, por exemplo. Os ossos também são avaliados durante o procedimento a fim de garantir que estão se desenvolvendo como o esperado. 

Para que serve? 

Seu principal objetivo é identificar a fase de desenvolvimento do feto e analisar se existem alterações morfológicas que indicam alterações que devem ser investigadas mais a fundo. 

Durante o exame, o obstetra pode concluir a idade gestacional do bebê, avaliar o tamanho de suas estruturas corporais, monitorar seus batimentos cardíacos, avaliar a saúde da placenta e, com a colaboração do pequeno, observar o sexo. 

Esse é um momento muito especial para os pais, sendo uma das primeiras vezes em que é possível observar com detalhes o neném que está crescendo no ventre, rendendo lembranças emocionantes para a família. 

Para conhecer melhor o assunto, leia também: Entenda para que serve o exame de ultrassom.

Quando fazer o ultrassom morfológico?

O ultrassom morfológico é recomendado a partir do segundo trimestre, quando o bebê já está suficientemente desenvolvido e pode ser observado com mais precisão. 

Nos casos em que a mãe não realizou o exame no período indicado, é comum que ele seja feito já no terceiro trimestre, entre a trigésima terceira e trigésima quarta semana de gestação. Essa prática também é comum quando a gestante adquire alguma infecção que pode prejudicar a formação da criança. 

Onde realizar um ultrassom morfológico barato?

A realização de exames pré-natais é essencial para a manutenção da saúde do bebê e da mãe, mas pode ser um fardo financeiro extra nada bem-vindo nesse delicado momento de preparação para aumentar a família. 

O Clude é uma plataforma voltada para a prevenção de saúde e oferece o acesso a ultrassom morfológico barato por meio de convênios com clínicas particulares (é possível realizar o exame por apenas R$ 70).

Nós somos uma alternativa ao plano de saúde, proporcionando uma forma fácil e descomplicada de cuidar da sua saúde e da sua família em todos os momentos – até mesmo antes do nascimento! 

Assine o Clude e passe a ter acesso a orientações médicas todos os dias da semana e a qualquer hora do dia, além de aproveitar descontos de até 60% em mais de 26 mil farmácias pelo Brasil.