Blog_Conquiste-a-noite-dos-seus-sonhos-em-3-passos
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

 6 práticas valiosas para dormir melhor

Você tem tido dificuldade em manter sua atenção em atividades do dia a dia? Tem apresentado baixa produtividade no trabalho? Tem se sentido mais ansioso ou estressado? Apresenta dor de cabeça frequente?  Dificuldades em relação ao seu autocontrole, assim como, em se organizar e estabelecer prioridades? Isso pode ser efeito de uma noite mal dormida. Saiba como dormir melhor!

Quantidade x Qualidade

O sono é definido como um estado fisiológico, uma função biológica fundamental na consolidação da memória e na restauração de energia, ou seja, tem um papel importante na qualidade de vida de uma pessoa. Porém, não existe uma regra em relação a quantidade de horas dormidas para que essa restauração aconteça. Por exemplo, um recém-nascido dorme em média 18 horas por dia e um adulto entre 7 e 8 horas, dessa forma, a quantidade de horas tende a diminuir no decorrer da vida e pode variar de pessoa para pessoa.

Uma boa noite de sono não está relacionada diretamente a quantidade de horas dormidas, mas está diretamente relacionada a uma melhor qualidade de vida. Quando uma pessoa apresenta insônia, ou seja, dificuldades para iniciar ou manter o sono, tem um sono não reparador com despertares noturnos, alterações comportamentais e psicológicas podem ser observadas, como ansiedade, estresse ou sintomas depressivos. Bem como, o contrário também é verdadeiro, preocupações, rotina estressante, sintomas ansiosos e depressivos podem afetar a qualidade do sono. 

Pandemia

Um exemplo, foi durante o período de pandemia em que o sentimento de tristeza e depressão atingiu 40% dos brasileiros, e sintomas de ansiedade e nervosismo atingiram mais de 50%. Em conclusão, entre os que não tinham problemas de sono, mais de 40% desenvolveram neste período e quase 50% dos que já tinham, tiveram o problema agravado. Dessa forma, entende-se que um sono de qualidade restaura o sistema nervoso central e contribui para saúde e bem-estar a longo prazo.

Sendo assim, pensando em melhorar a qualidade de vida e amenizar sintomas de estresse e ansiedade, alguns hábitos podem colaborar para uma boa noite de sono.

 6 práticas valiosas para sua noite dos sonhos

  • Evite assistir televisão antes de dormir. Assistir televisão pode promover a agitação e diminuir seu sono, de maneira idêntica está o uso de telas, tal qual o celular;
  • Banhos quentes antes de dormir são recomendados para combater sua insônia, pois promovem o relaxamento do corpo;
  • Quando se sentir sem sono, levante e faça algo cansativo ou repetitivo como, por exemplo, ler um livro de um assunto desinteressante;
  • Não use o quarto onde dorme para trabalhar, estudar ou comer. Ele deve apenas ser o lugar de dormir;
  • Procure fazer refeições mais leves durante o jantar. Uma boa opção são saladas e legumes. Alimentos muito gordurosos como frituras, por exemplo, deixam seu estômago mais pesado e atrapalham seu sono;
  • Tente dormir todos os dias no mesmo horário. Assim, seu corpo se preparará para dormir sempre naquele mesmo horário. Você pegará no sono mais rapidamente nas próximas semanas!

Boa noite de sono

Tente aplicar alguns desses hábitos de higiene de sono do seu dia a dia! No início pode ser mais difícil, visto que para uma mudança de comportamento é necessário paciência e constância. Contudo, caso você esteja observando que a qualidade do seu sono está prejudicando a sua qualidade de vida, aumentando sintomas de ansiedadeestresse ou depressão, entre em contato com o nosso time de psicologia do Clude via chat para orientações ou agende uma consulta com psicólogo. 

Referências bibliográficas  
Amaral, C., da Silva, V. N., Leal, I., & Paiva, T. HÁBITOS DE SONO E ANSIEDADE, DEPRESSÃO E STRESSE: QUE RELAÇÃO?.
Barros, M. B. D. A., Lima, M. G., Malta, D. C., Szwarcwald, C. L., Azevedo, R. C. S. D., Romero, D., … & Gracie, R. (2020). Relato de tristeza/depressão, nervosismo/ansiedade e problemas de sono na população adulta brasileira durante a pandemia de COVID-19. Epidemiologia e Serviços de Saúde, 29, e2020427.
das Neves Junior, A., de Souza, J. C. R. P., & Peixoto, C. (2021). Ansiedade e insônia: relato de caso sobre a importância do foco de tratamento na qualidade do sono. Research, Society and Development, 10(16), e156101623441-e156101623441.
Müller, M. R., & Guimarães, S. S. (2007). Impacto dos transtornos do sono sobre o funcionamento diário e a qualidade de vida. Estudos de psicologia (Campinas), 24, 519-528.
Orlandi, A. C., Ventura, C., Gallinaro, A. L., Costa, R. A., & Lage, L. V. (2012). Melhora da dor, do cansaço e da qualidade subjetiva do sono por meio de orientações de higiene do sono em pacientes com fibromialgia. Revista Brasileira de Reumatologia, 52, 672-678.
Pilcher, J. J., Morris, D. M., Donnelly, J., & Feigl, H. B. (2015). Interactions between sleep habits and self-control. Frontiers in human neuroscience, 9, 284.
Paula Teixeira

Paula Teixeira

Paula Teixeira é psicóloga e faz parte da equipe de saúde do Clude. É especialista em Psicologia Clínica e Hospitalar (HC-FMUSP) e mestre em Psicologia Experimental (USP). Apaixonada pela área da saúde, possui experiência na atenção primária e terciária, com foco em saúde mental e comportamento humano.
Clude ©  2022. Todos os direitos reservados.