efeitos-da-cultura-da-dieta
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Efeitos da cultura da dieta na saúde mental

A cultura da dieta consiste em um sistema de crenças enraizadas na sociedade que faz com que fiquemos insatisfeitos com o nosso corpo. Nunca está bom ou bonito o suficiente, sempre terá algo a ser mudado para se encaixar em um determinado padrão: o da magreza.

É uma cultura que associa a magreza ao sucesso e a felicidade. Uma cultura de opressão, fazendo com que as pessoas, independentemente de sua forma corporal, se sintam insatisfeitas e infelizes com o próprio corpo, aumentando a probabilidade de desenvolverem uma má relação com a comida.

É importante esclarecer que a palavra “dieta” surgiu na medicina como forma de evitar certos alimentos para fins terapêuticos, porque aquele alimento faz mal ou porque o paciente tem alergia, por exemplo. Porém, atualmente a palavra é comumente associada ao emagrecimento.

As promessas de emagrecimento são infinitas e as dietas são as mais diversas possíveis. E a culpabilização e a frustração que se tem quando não se consegue emagrecer ou alcançar o padrão é prejudicial para saúde mental.

Uma má relação com a comida significa, em parte, dicotomizar os alimentos como bons, ruins, saudáveis, não saudáveis. Dessa forma, tem-se a sensação de que quando se come uma maçã, se é uma pessoa melhor do que aquela que come um sanduíche. Isso não existe. Esse julgamento contribui para o desenvolvimento de uma baixa autoestima, culpabilização, insatisfação corporal, insegurança, ansiedade, doenças metabólicas, e inclusive, transtornos alimentares.

Uma relação rígida e inadequada com a comida é chamada de comer transtornado, e pode gerar prejuízos emocionais significativos. Portanto, deve ser tratada por uma equipe multiprofissional, essencialmente composta por um nutricionista e psicólogo. Em nossa equipe de saúde do Clude, contamos com profissionais qualificados que podem te ajudar a melhorar sua relação com a comida e os prejuízos da cultura da dieta em sua saúde mental.

Neste sentido, o acompanhamento psicológico tem um papel fundamental no restabelecimento de uma boa relação com a comida e com o próprio corpo.  Auxilia na compreensão dos padrões alimentares, suas funções e consequências, promove estratégias de autocontrole, assim como atua na prevenção do desenvolvimento de questões complexas como transtornos alimentares, depressão e ansiedade.

Cuide de sua saúde mental!

Paula Teixeira

Paula Teixeira

Paula Teixeira é psicóloga e faz parte da equipe de saúde do Clude. É especialista em Psicologia Clínica e Hospitalar (HC-FMUSP) e mestre em Psicologia Experimental (USP). Apaixonada pela área da saúde, possui experiência na atenção primária e terciária, com foco em saúde mental e comportamento humano.
Clude ©  2022. Todos os direitos reservados.